Arcelor espera ofertas melhores de Mittal e Severstal

O executivo-chefe da Arcelor, Guy Dollé, afirmou hoje que espera propostas melhores tanto da companhia de origem indiana Mittal Steel quanto da siderúrgica russa Severstal. A Mittal fez oferta não negociada (hostil) de 23,2 bilhões de euros (US$ 29,22 bilhões) pela Arcelor, que, por sua vez, tenta uma fusão de 13,3 bilhões de euros (US$ 16,7 bilhões) com a Severstal.Dollé disse que os executivos da Arcelor tiveram, várias vezes nos últimos sete dias, conversas de "alto nível" com a Mittal. No entanto, ele afirmou não ter planos de se encontrar pessoalmente com o presidente da Mittal, Lakshmi Mittal, embora ambos participem da mesma conferência em Nova York.Apesar de ter se recusado a comentar especulações sobre os resultados das negociações com a Mittal, Dollé declarou estar confiante no fechamento da fusão com a Severstal.Um banqueiro ligado à companhia russa também afirmou que a companhia russa continua "extremamente confiante" em que sua proposta não será derrubada pelos acionistas da Arcelor, na reunião marcada para 30 de junho.Já Robert Miller, do banco de investimentos Miller Mathis, descreveu as negociações da Arcelor com a Mittal como "enfumaçadas". Por fim, um porta-voz da Severstal, em Moscou, afirmou que a companhia não tem intenção de ajustar sua oferta.Os investidores não devem se surpreender com o fato de a Arcelor conversar com a Mittal, afirmou Dollé, ressaltando que é dever da administração avaliar todas as ofertas. As negociações, segundo ele, não são resultado da pressão sobre sua companhia. O executivo, no entanto, voltou a chamar a oferta da Mittal, que não é totalmente em dinheiro, de "não amigável", mas garantiu não ter qualquer animosidade pessoal com Lakshmi Mittal. A oferta em dinheiro e ações da Mittal confere à Arcelor valor de 23,5 bilhões de euros, de acordo com o preço da ação nesta terça-feira.No passado, Lakshmi Mittal afirmou que não pretendia elevar a oferta, mas pode alterar os termos da proposta de aquisição.Em resposta à consultoria Institutional Shareholder Service (ISS), que recomendou que os acionistas da Arcelor rejeitem a fusão com a Severstal, Dollé afirmou que o acordo com os russos é melhor que a oferta da Mittal. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.