Argentina diz que delegação negociará dívida em NY

Juiz norte-americano ordenou que a Argentina e fundos de hedge se encontrem continuamente com o mediador nomeado pelo tribunal

Agência Estado

28 de julho de 2014 | 12h45

Autoridades argentinas vão se reunir em Nova York amanhã com um mediador para continuar as negociações com um grupo de credores sobre uma dívida que pode levar o governo sul-americano a um default sobre bônus na próxima semana.

A delegação que viaja para os EUA nesta segunda-feira inclui o secretário de Finanças, Pablo Lopez, e autoridades do governo que participaram de reuniões anteriores, segundo informações de Jorge Capitanich, chefe do gabinete da presidente Cristina Kirchner. "Todas as negociações ligadas a questões complexas como essa levam tempo", disse Capitanich.

O juiz norte-americano Thomas Griesa ordenou que a Argentina e fundos de hedge se encontrem "continuamente" com o mediador nomeado pelo tribunal, Daniel Pollack, para tentar chegar a um acordo antes do prazo de 30 de julho para que o governo argentino faça o pagamento dos bônus. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Argentinaholdoutsnegociação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.