Argentina endurece regra sobre vendas de dólares

O Banco Central da Argentina endureceu as regras para a venda de dólares e passará a exigir que os bancos locais comuniquem sempre que uma empresa tentar comprar quantias acima de US$ 150 mil. Anteriormente, a exigência valia apenas para compras acima de US$ 300 mil.

SERGIO CALDAS, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2014 | 10h48

A alteração vem num momento em que a demanda por dólares pressiona a oferta limitada do BC argentino. Atualmente, as reservas internacionais estão em cerca de US$ 28,4 bilhões, ante US$ 52,6 bilhões em janeiro de 2011.

Para proteger as reservas, o BC poderá adiar ou dividir pedidos para a compra de grandes quantias de dólares. Na maior parte dos casos, as empresas precisam de dólares para pagar por importações. A questão é que o próprio governo também necessita da moeda norte-americana para pagar por suas próprias importações e abater dívida.

Tudo o que sabemos sobre:
Argentinacâmbioregra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.