Ata do Copom alerta para alta da inflação em 2006

Os integrantes do Comitê de Política Monetária (Copom) alertam na ata da última reunião, divulgada hoje de manhã pelo Banco Central (BC), que a inflação no início deste ano, captada em diferentes indicadores, está mais elevada do que o esperado. Na avaliação do Copom, a alta recente, "em boa medida" se deve a fatores pontuais, de caráter predominantemente sazonal, que deverão ter impacto sobre a inflação do primeiro bimestre do ano, apresentando arrefecimento ao longo do tempo, sem que seja observada contaminação para horizontes mais longos. Na ata, os membros do Comitê avisam que será preciso acompanhar com atenção a evolução da inflação, nos próximos meses, para definir os próximos passos da sua estratégia para a política de juros. Segundo a ata, nesse acompanhamento o Copom vai acompanhar as diferentes medidas do seu núcleo, discriminando entre os reajustes pontuais e os persistentes ou generalizados de preços para adequar "prontamente" a postura de política monetária às circunstâncias. "O Copom reafirma que continuará conduzindo suas ações de forma a assegurar que os ganhos obtidos no combate à inflação até o momento sejam permanentes", diz a ata. Na última reunião, o Copom reduziu em 0,75 ponto porcentual a Taxa Selic, que está hoje em 17,25%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.