Atividade industrial nos EUA pode influenciar mercados

São Paulo, 21 de agosto - O pano de fundo nos mercados financeiros continua sendo a questão da desaceleração da atividade econômica dos EUA. Mas, para o mercado avaliar se a desaceleração está mais forte ou mais suave do que se previa, precisa de novos indicadores. Um deles será divulgado hoje: o índice de atividade industrial regional de Richmond de agosto. Além disso, podem influenciar os mercados os discursos de dois presidentes do Banco Central norte-americano, especialmente a fala de Michael Moskow, sobre as perspectivas para a economia dos EUA. No Brasil, está prevista a divulgação da segunda prévia de agosto do Índice Geral de Preços - Mercado EUA/Indústria - Às 11 horas, o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) de Richmond divulga seu índice de atividade industrial regional de agosto. Em julho, o índice estava em 12,0. Fed/Discursos - O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) de Chicago, Michael Moskow, fala sobre as perspectivas da economia dos EUA durante almoço da Câmara de Comércio do Condado de McLean, em Bloomington (Illinois), às 13h30. Às 13h40, o presidente do Fed de Atlanta, Jack Guynn, fala sobre transições na economia e no sistema financeiro norte-americanos durante evento na organização filantrópica Kiwanis Club, em Atlanta (Geórgia). EUA/Varejo - A Instinet divulga às 9h55 o relatório semanal LJR Redbook, com o desempenho do comércio varejista na semana até 19 de agosto. Na semana anterior, houve um crescimento de 0,2%. FGV/IGP-M - A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulga, às 8 horas, a segunda prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) de agosto. As estimativas são de inflação de 0,27%, ante alta de 0,16% nos preços no período anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.