Bacia de Campos deverá ter 1 milhão de barris/dia em 2010

O gerente geral da área de projetos de revitalização de antigos campos da Bacia de Campos, da Petrobras, Carlos Eugenio da Ressurreição, comentou que espera que a região alcance, em 2010, a produção de um milhão de barris por dia, ante os 840 mil produzidos hoje. O aumento será proveniente, principalmente, da entrada de novos campos, como Espadarte, e ainda com a manutenção dos atuais campos produtores. Além disso, segundo ele, no total, serão investidos US$ 1 bilhão por ano na revitalização de antigos campos.O maior plano de revitalização é voltado ao campo de Marlim, que produz hoje 410 mil barris por dia, tendo atingido, em 2002, um pico de 510 mil barris por dia. Com a entrada da fase 2 do projeto Marlim em 2007, haverá um incremento de produção de 16 mil barris por dia em 2007 e pico de 30 mil barris por dia em 2008.Orçada em US$ 250 milhões, a etapa consiste na entrada em operação de seis novos poços, sendo quatro produtores e dois injetores. O projeto de revitalização do campo terá ainda uma terceira fase a ser implantada entre os anos de 2008 e 2010. Em fase de projeto conceitual, a nova etapa será dividida em duas, sendo que a primeira deverá ter 16 novos poços.

Agencia Estado,

12 de setembro de 2006 | 11h41

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.