Banco suíço recomenda compra de ações da Datasul

O banco suíço UBS iniciou a avaliação e acompanhamento das ações da empresa Datasul com recomendação de compra, citando sua posição como uma "das companhias de software mais promissoras do Brasil". No mês passado, a Datasul levantou R$ 317 milhões (US$ 144,6 milhões) em uma oferta pública inicial de ações (IPO). O UBS foi o coordenador líder da operação. Segundo o banco de investimento, as ações da empresa registram um desconto em relação aos seus pares, portanto, teria um "notável potencial de alta". O UBS estabeleceu preço-alvo de R$ 30 para os papéis da companhia. De acordo com o UBS, a Datasul detém 15% de participação de mercado de software no Brasil. Se comparada com outras empresas brasileiras do setor, ela oferece produtos mais sofisticados, conseguindo competir no mercado doméstico com grupos multinacionais como a alemã SAP AG e a norte-americana Oracle. "Não vemos qualquer teto de aproximação para as vendas de software no mercado de empresas de médio porte no Brasil, muito menos na America Latina", observa o UBS. "O passado bem-sucedido da Datasul em sistemas complexos parecer ser um indicador de seu provável sucesso com novos produtos", diz o banco, em relatório. A companhia também pode ser uma "escolha natural para grupos internacionais, considerando que o movimento de consolidação continua firme no setor", acrescenta o UBS. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.