Bancos mudam estratégia em dólar pela 3ª vez no mês

Pela terceira vez no mês os bancos alteraram a estratégia em dólar futuro e retornaram à posição comprada (aposta na alta), na contramão da aposta de queda (posição vendida) adotada ao final de agosto. Segundo dados atualizados pela BM&F Bovespa até a segunda-feira (17), as instituições financeiros iniciaram a semana compradas no derivativo em US$ 563,2 milhões (11.264 contratos). Um dia antes, essa estratégia estava maior e contava com 18.667 contratos, ou US$ 933,350 milhões.

OLÍVIA BULLA, Agencia Estado

18 de setembro de 2012 | 09h09

No último dia 6, os bancos inverteram a posição líquida vendida em dólar futuro para comprada e, menos de uma semana depois, retornarem à estratégia inicial, que também foi vista no fechamento do mês passado.

Já os fundos nacionais e os investidores estrangeiros mantiveram suas estratégias em dólar futuro. Na segunda-feira (17), os investidores institucionais locais encerraram o dia comprados em US$ 2,123 bilhões (42.460 contratos), ao passo que os "gringos" estavam vendidos em US$ 3,319 bilhões (66.372 contratos). Na última sexta-feira, essas apostas contavam com US$ 1,192 bilhão (23.859 contratos) e US$ 2,816 bilhões (56.326 contratos).

Tudo o que sabemos sobre:
dólarbancosaposta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.