Bancos precisarão refinanciar US$ 5 tri nos próximos 36 meses

A necessidade dos bancos de alongar os prazos de vencimento de suas dívidas cresceu desde as projeções feitas em abril do ano passado, diz o Fundo Monetário Internacional (FMI), no novo Relatório de Estabilidade Financeira Global (GFSR, na sigla em inglês), divulgado hoje. 

Luciana Xavier, da Agência Estado,

20 de abril de 2010 | 13h06

 

"O acúmulo de necessidades de refinanciamento está agora pesando sobre os bancos até mais do que antes, já que aproximadamente US$ 5 trilhões em dívida bancária estão para vencer nos próximos 36 meses", afirma o documento. Isso coincide com a retirada das medidas de emergência dos bancos centrais e forte volume de emissão do governo, ressalta o relatório.

 

O documento diz ainda que as forças do processo de desalavancagem dos bancos deve intensificar a pressão sobre os modelos fracos de negócios e aumentar a competição por fontes estáveis de financiamento.  "É importante que o processo de desalavancagem resulte num sistema financeiro mais seguro, vital e competitivo. O processo deve incluir as instituições 'muito importantes para falir', para assegurar preços justos e evitar concentrações no sistema", afirma.

 

Tudo o que sabemos sobre:
FMIbancosdívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.