Bancos puxam alta de 2% na Bolsa de Xangai

A valorização das ações do setor bancário puxou a alta de hoje da Bolsa de Xangai, na China, onde o índice Xangai Composto fechou com elevação de 2% (aos 2.840,17 pontos) e o Shenzhen Composto, de 0,7% (731,19 pontos). Os papéis dos bancos tiveram uma recuperação técnica e também foram beneficiados pela expectativa em torno de uma redução de impostos para o setor, que pode ser aprovada pela Assembléia Popular Nacional. Segundo os analistas, porém, a alta do mercado chinês deve ser limitada nos próximos dias pela cautela dos investidores após a turbulência dos últimos dias e pela incerteza quanto às medidas que podem ser aprovadas pela Assembléia Nacional. No que se refere ao setor bancário, a expectativa é que os impostos pagos pelas instituições locais sejam alinhados com os que incidem sobre os bancos estrangeiros. Atualmente, os bancos chineses têm uma carga tributária maior do que seus concorrentes estrangeiros. Shanghai Pudong Development Bank disparou 9%, China Merchants Bank teve um salto de 5,1% e China Minsheng Bank ganhou 5%. A siderúrgica Huna Valin Steel Tube & Wire alcançou o limite diário de alta, de 10%, após anunciar uma nova emissão de papéis para a Mittal Steel e para o Valin Group. No mercado cambial, o yuan teve mais uma leve alta diante do dólar e os operadores esperam que a moeda chinesa continue a se valorizar amanhã, quando o secretário do Tesouro dos EUA, Henry Paulson, inicia uma visita à China e à Coréia do Sul. A cotação do yuan no mercado de balcão estava em 7,7453 yuans por dólar às 4h39 (hora de Brasília), contra 7,7500 yuans por dólar no fechamento de ontem. No sistema automático de preços, o yuan fechou a 7,7445 yuans por dólar, de 7,7440 yuans ontem. A moeda chinesa costuma subir durante as visitas de altos oficiais do governo norte-americano, mas um operador disse que é improvável uma valorização muito grande enquanto a Assembléia Popular Nacional estiver reunida. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.