BB oferece empréstimo com juro menor a atingidos por enchentes

Os moradores dos Estados da Região Sudeste afetados pelas enchentes pagarão juros mais baratos nos empréstimos concedidos pelo Banco do Brasil (BB) para a compra de material de construção. Nestas operações, a taxa cairá de 2,41% para 1,90% ao mês e o valor máximo do financiamento subirá dos atuais R$ 15 mil para R$ 17,5 mil.As alterações, de acordo com informações divulgadas hoje pelo BB, só entrarão em vigor a partir do próximo dia 26. Com a medida, o banco espera ajudar na reconstrução dos imóveis destruídos pelas fortes chuvas deste início de ano.Para as micro e pequenas empresas da região, a instituição financeira decidiu ampliar para 96 meses o prazo final de pagamento dos financiamentos obtidos no âmbito dos programas Proger Urbano Empresarial e Proger Urbano Cooperfat. Além disso, as empresas ganharam um prazo de carência de três meses e ficaram dispensadas de dar uma entrada mínima na contratação do empréstimos.Nas linhas de capital de giro, as taxas de juros do BB Capital de Giro - Mix Pasep foram reduzidas em 0,2 ponto porcentual e passaram a ser de 1,87% ao mês mais a variação da Taxa Referencial de Juros (TR). A taxa anterior, de acordo com o BB, era de 2,07% ao mês mais a TR.Nas linhas conhecidas como BB Giro Rápido, o banco optou por prorrogar os vencimentos das parcelas que deveriam ser pagas neste e no próximo mês. Nos financiamentos da Mix Pasep, os clientes do BB, além de pagarem taxas mais baixas, também ganharam um prazo de carência de dois meses para o pagamento da primeira parcela do empréstimo.Para os produtores rurais dos Estados do Sudeste, o banco decidiu priorizar a liberação de recursos do crédito rural com taxas acessíveis para o custeio de novas lavouras e a realização de investimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.