BC deixa de rolar swap cambial e corrobora expectativas

Ao contrário de pregões anteriores, moeda norte-americana cede diante da leitura do pronunciamento de Ben Bernanke

Cristina Canas, da Agência Estado,

31 de agosto de 2012 | 17h46

Como esperava o mercado doméstico de câmbio, o Banco Central deixou de rolar o vencimento de 81 mil contratos de swap cambial que vencem no em 3 de setembro. Com isso, as posições serão liquidadas com base na taxa de câmbio oficial desta sexta-feira (Ptax), que ficou em R$ 2,0372, e a operação vai corresponder a uma retira do mercado de um total pouco superior a US$ 4 bilhões.

Inicialmente, o vencimento era de 89 mil contratos, que foram ofertados aos investidores nos dias 27 (24 mil), 28 (41 mil) e 29 (24 mil) de junho. Porém, no dia 21, diante da queda do dólar à mínima de R$ 2,007, o BC propôs-se a liquidar antecipadamente parte do vencimento de 3/9/2012 para sustentar as cotações da moeda norte-americana. Na ocasião, foram oferecidos até 50 mil contratos de swap cambial reverso (US$ 2,5 bilhões), mas o mercado absorveu somente 7 mil (US$ 350 milhões).

Nos últimos pregões, a percepção de que o BC não rolaria os contratos de swap cambial puxou as cotações do dólar para cima. Nesta sexta-feira, porém, o dólar cedeu diante da leitura que o mercado fez do pronunciamento do presidente do banco central dos Estados Unidos, Ben Bernanke, em Jackson Hole. Na avaliação dos analistas internacionais e domésticos, a possibilidade de um novo relaxamento quantitativo (QE3) e a definição final deve depender, principalmente, dos dados de emprego norte-americano. Na sexta-feira (07) saem os números do payroll, que fazem um retrato do mercado de trabalho.

Tudo o que sabemos sobre:
câmbiofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.