BC faz dois leilões de compra, mas dólar cai a R$ 1,677

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista encerrou o pregão a R$ 1,6755, baixa de 0,38%

Márcio Rodrigues, da Agência Estado,

18 de janeiro de 2011 | 17h11

O apetite global por risco gerou pressão baixista sobre o dólar ante boa parte das outras moedas, o que também se refletiu no mercado de câmbio doméstico. As bolsas europeias, por exemplo, tiveram boa recuperação, com Madri fechando em alta de 2,95%. Parte desse otimismo é atribuído ao resultado positivo dos leilões de títulos feitos por países da periferia da Europa.

"O sentimento nas bolsas deu uma melhorada e com um pouco mais de apetite por risco, investidores tiram recursos dos Estados Unidos para aplicá-los em outros países. Esse movimento é resultado da mudança de posição dos agentes", analisa Mario Battistel, gerente de câmbio da Fair Corretora.

O dólar comercial fechou em baixa de 0,36% a R$ 1,677 no mercado interbancário de câmbio. A taxa mínima registrada hoje durante as negociações foi de R$ 1,671 (-0,71%). Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista encerrou o pregão a R$ 1,6755, baixa de 0,38%. O euro comercial teve alta de 0,18% e fechou a R$ 2,242.

O recuo do dólar fez o Banco Central voltar a fazer dois leilões de compra de dólares no dia, o que não ocorria desde o último dia 10. No primeiro, a taxa de corte foi definida em R$ 1,6727. No último, já na hora final do pregão, o corte foi de R$ 1,6758. Ainda segundo o BC, as reservas internacionais caíram US$ 129 milhões ontem, para US$ 290,632 bilhões, no conceito de liquidez internacional.

No mercado, os agentes têm expectativas de novas medidas do governo ou por mais intervenções do Banco Central. Isso porque, se for confirmada amanhã uma elevação da taxa Selic em 0,5 ponto porcentual, para 11,25% ao ano, a tendência de entrada de recursos externos cresce e o dólar deve seguir em queda.

Câmbio turismo

Nas operações de câmbio turismo, o dólar subiu 0,22% para R$ 1,787 na ponta de venda e R$ 1,673 na compra. O euro turismo subiu 0,43% para R$ 2,347 (venda) e R$ 2,19 (compra).

Tudo o que sabemos sobre:
câmbiodólareuroleilãoBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.