BC japonês mantém política de juro zero

O Banco Central do Japão manteve em zero nesta quinta-feira (15) sua principal taxa de juro em um momento no qual o governador da instituição, Toshihiko Fukui, enfrenta problemas políticos. A manutenção da política de juro zero ocorre em meio às ações do banco central japonês para coordenar um aperto monetário gradual sem prejudicar a lenta recuperação da segunda maior economia do planeta. A diretoria do Banco do Japão manteve por unanimidade a manutenção da taxa de juro zero. Segundo os diretores, as condições econômicas ainda não permitem mudanças. Mais tarde, Fukui disse a jornalistas que pretende manter-se no cargo apesar da pressão para que renuncie por ter admitido que investiu 10 milhões de ienes há alguns anos em um fundo operado por Yoshiaki Murakami, detido na semana passada por favorecer-se nos negócios com uso de informações privilegiadas. A quantia equivale a cerca de 200.000 reais. Na conversa com jornalistas, Fukui afirmou pediu desculpas pelo episódio e assegurou que pretende concluir seu mandato.

Agencia Estado,

15 de junho de 2006 | 16h27

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.