BES não deve precisar de ajuda estatal, diz ministra

A ministra das Finanças de Portugal, Maria Luis Albuquerque, afirmou nesta quinta-feira que o governo não vê indícios de que o Banco Espírito Santo (BES), atingido pelos problemas financeiros de sua holding, precisará de ajuda estatal.

Agência Estado

17 de julho de 2014 | 14h44

"Não há motivos para pensarmos que isso será necessário", disse ela ao Parlamento, acrescentando que qualquer interferência estatal no banco seria um último recurso.

O BES informou na semana passada que tem uma reserva de capital de 2,1 bilhões de euros (US$ 2,8 bilhões) para cobrir potenciais defaults do conglomerado Espírito Santo International (ESI). Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
PortugalBESgoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.