BICC não impede queda de 0,3% em Hong Kong

As ações do BICC - Banco Comercial e Industrial da China (ICBC, na sigla em inglês) estrearam hoje na Bolsa de Hong Kong com uma valorização de 14,7%, mas as blue chips do mercado local derrubaram o índice Hang Seng. O índice perdeu 0,31% depois de ter se mantido em alta durante quase todo o pregão. Na Bolsa de Xangai, China, os ganhos do BICC ficaram abaixo do esperado, mas os analistas disseram que o maior banco chinês em ativos deve se valorizar firmemente nas próximas sessões e impulsionar os índices da bolsa. Os papéis terminaram o primeiro dia de pregão cotados a 3,28 yuans, 5,1% acima do preço da oferta pública inicial, mas abaixo da previsão dos analistas, que estimavam uma valorização de 10% a 15%. O índice Xangai Composto recuou 0,2% e o Shenzhen Composto, 1,2%. A queda seria maior sem a estréia do BICC, disseram os analistas. ?Acho que a lembrança do que aconteceu na estréia do Banco da China assustou os investidores?, comentou Zhuang Qianhua, da Huatai Securities. As ações do Banco da China elevaram-se 23% quando estrearam na bolsa, em 5 de julho, mas depois amargaram realização de lucros e um mês de vendas especulativas. Hoje, o Banco da China caiu 2,7%, mesma baixa do China Merchants Bank. O yuan registrou nova máxima pós-revalorização. No sistema automático de preços, a cotação do dólar caía para 7,8885 yuans às 7h30 (horário GMT, 4h30 de Brasília), contra 7,8960 yuans no fechamento de ontem. Pagamentos de contratos comerciais que vencem no fim do mês podem derrubar a cotação do dólar para 7,8850 yuans na semana que vem, disse um operador. O mercado de Taiwam encerrou o pregão com o índice Taiwan Weighted apontando alta de 0,1%, puxada pelas ações do setor de tecnologia. Balanços de empresas deste setor saíram com fortes resultados no terceiro trimestre, o que animou projeções otimistas em relação ao quarto trimestre. Os ganhos, porém, foram ofuscados pelas perdas dos setores não-tecnológicos. Já na Bolsa de Seul, na Coréia do Sul, o índice Kospi teve queda de 0,3%, devido às empresas de tecnologia. O mercado local está preocupado com a possibilidade de uma redução no preço dos chips de memória, no primeiro semestre do ano que vem. Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou com queda provocada por realizações de lucros e à espera da divulgação dos dados sobre o PIB dos EUA, que saem hoje. O índice S&P/ASX recuou 0,58%, depois de ter alcançado ontem seu maior nível de fechamento dos últimos cinco meses. BHP Billiton teve perda de 1,5% e Rio Tinto, de 2,5%. Nas Filipinas, o índice PSE Composto aumentou 0,7% e atingiu seu maior nível desde 14 de julho de 1997, com 2.702,37 pontos. Os operadores prevêem alguma correção do índice na semana que vem. Na Malásia, o índice composto de 100 blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur teve alta de 0,74%. Na Bolsa de Cingapura, o índice Strait Times perdeu 0,43%. Não houve pregão na Bolsa de Jacarta, Indonésia, devido a feriado local. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

27 de outubro de 2006 | 07h22

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.