BID aprova US$ 9 mi para investimentos em capital de risco no Brasil

O Fundo Multilateral de Investimentos (Fumin), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) anunciou hoje a aprovação de um financiamento de US$ 9 milhões para dois fundos de investimento de capital no Brasil. Também foram aprovadas cooperações técnicas não reembolsáveis para apoiar o desenvolvimento da indústria brasileira de capital de risco.Em comunicado à imprensa, a chefe de equipe do Fumin, Susana García-Robles, diz que as operações vão estimular o desenvolvimento da indústria de capital de risco no País, fornecendo exemplos de como o financiamento de pequenas empresas em estágios iniciais e intermediários, por meio de capital de risco, tem impacto no crescimento e organização dessas companhias.Um volume US$ 5 milhões apoiará a capitalização do Fipac - voltado para pequenas e médias empresas. Além desse montante, uma cooperação técnica não reembolsável de US$ 100 mil será utilizada para auxiliar no monitoramento dos investimentos durante a existência da operação. O outro aporte, de US$ 4 milhões e uma assistência técnica não reembolsável de US$ 100 mil, permitirá ao fundo Stratus VC III - administrado pela Stratus Investimentos - ser um veículo local para pequenas e médias empresas brasileiras nos setores de biomassa, biotecnologia, biodiversidade e tecnologias ambientais.

Agencia Estado,

18 de agosto de 2006 | 10h19

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.