BNDES aprova financiamento de R$ 20,6 milhões para Enersul

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou hoje a aprovação de financiamento de R$ 20,6 milhões à Empresa Energética de Mato Grosso do Sul (Enersul), subsidiária da EDP. O investimento será feito na implantação de 134 quilômetros de extensão de linhas de distribuição de energia, além de ampliações e melhorias em sete subestações, que permitam a conexão de três Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). O investimento total é de R$ 40,6 milhões. O projeto está localizado no nordeste de Mato Grosso do Sul, na região do Rio Sucuriú e do Rio da Prata, onde estão sendo construídas, por produtores independentes, três PCHs no âmbito do Programa de Financiamento a Fontes Alternativas de Energia (Proinfa): PCH Alto Sucuriú (29MW), PCH Buriti (30 MW) e PCH Retiro Velho (18MW). Durante o período de implantação do projeto, deverão ser gerados cerca de 340 empregos indiretos, conforme o BNDES.

Agencia Estado,

03 de outubro de 2006 | 13h43

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.