BNDES liberou R$ 900 milhões para setor petroquímico

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) liberou R$ 900 milhões em financiamentos para o setor petroquímico em 2006 até agosto, segundo informou o gerente de petroquímica do banco, Gabriel Gomes. Segundo ele, os financiamentos foram especialmente direcionados à Petroquímica União, Carbocloro, Suzano Petroquímica e Polietilenos União. Ele adiantou que o banco deverá aprovar financiamentos no valor de R$ 1,6 bilhão, o dobro do total do ano passado (R$ 812 milhões).Segundo Gomes, o BNDES pretende apoiar a indústria de transformação plástica que é hoje a grande geradora de empregos na petroquímica. Ele disse que o banco vê como fundamentais três questões que devem ser levadas em conta pelas empresas na realização dos investimentos: matéria-prima; a consolidação do setor; e competitividade com o mercado internacional. Gomes apresentou dados que mostram que o setor petroquímico faturou US$ 70 bilhões no Brasil no ano passado. Ele participou do seminário "As perspectivas de crescimento da indústria petroquímica no Brasil", realizado hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) no Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.