BNDES liberou R$ 900 milhões para setor petroquímico

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) liberou R$ 900 milhões em financiamentos para o setor petroquímico em 2006 até agosto, segundo informou o gerente de petroquímica do banco, Gabriel Gomes. Segundo ele, os financiamentos foram especialmente direcionados à Petroquímica União, Carbocloro, Suzano Petroquímica e Polietilenos União. Ele adiantou que o banco deverá aprovar financiamentos no valor de R$ 1,6 bilhão, o dobro do total do ano passado (R$ 812 milhões).Segundo Gomes, o BNDES pretende apoiar a indústria de transformação plástica que é hoje a grande geradora de empregos na petroquímica. Ele disse que o banco vê como fundamentais três questões que devem ser levadas em conta pelas empresas na realização dos investimentos: matéria-prima; a consolidação do setor; e competitividade com o mercado internacional. Gomes apresentou dados que mostram que o setor petroquímico faturou US$ 70 bilhões no Brasil no ano passado. Ele participou do seminário "As perspectivas de crescimento da indústria petroquímica no Brasil", realizado hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) no Rio.

Agencia Estado,

28 de agosto de 2006 | 13h15

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.