AP
AP

Bolsa chinesa tem alta de 5,6% por causa de erro de corretora

Falha em negociação provocou turbulência e alta de quase 200 pontos, mas fechou em queda

AE, Agencia Estado

16 de agosto de 2013 | 10h01

O índice Xangai Composto, da Bolsa de Xangai, subiu 5,6% em questão de minutos nesta sexta-feira e algumas das grandes ações chinesas registraram forte alta, alimentando especulações sobre uma falha de negociação.

Os ganhos do índice surpreenderam, porque os temores sobre o fim da compras de bônus do Federal Reserve pesaram nos mercados regionais. A alta da bolsa chinesa levou o índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, para território positivo. A bolsa subiu quase 200 pontos antes de encerrar em queda de 0,10%.

O jornal 21 Century Business Herald disse que a turbulência foi causada por um erro de negociação na corretora Everbright Securities Co. As ações da empresa tiveram a negociação suspensa em Xangai e a Everbright admitiu mais tarde problemas internos no sistema de negociação e disse que estava conduzindo uma investigação. O problema fez com que as ações da filiada da corretora, a China Everbright Ltd., caíssem mais de 8% em Hong Kong na sessão da tarde antes de encerrarem com declínio de 5,5%.

"Isso é o tipo de coisa que não inspira confiança no mercado", diz Chris Weston, estrategista de mercado da corretora IG em Melbourne. "Dinheiro real está sendo perdido hoje, quando não precisa ser."

Após todo o entusiasmo, o Xangai Composto terminou o dia com baixa de 0,6%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Bolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.