Bolsa da Europa fecham em alta, exceto Londres

As principais Bolsas européias fecharam em alta, à exceção de Londres. Os volumes foram reduzidos, com os mercados na expectativa do resultado da reunião do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA). "O pequeno alívio mostrado nas Bolsas do Japão e do extremo Oriente se extravasou para as Bolsas européias, comentou Peter Kysel, da MFC Global Investment Management. Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 fechou em queda de 10,7 pontos (0,18%), em 5.818,1 pontos. As ações da BP caíram 1,37%, ainda em reação ao noticiário sobre a suspensão de suas operações de exploração de petróleo no Alasca. Entre as ações de empresas que divulgaram resultados, os destaques foram a cervejaria Scottish & Newcastle (-2,54%), a seguradora Friends Provident (-3,31%) e o banco Standard Chartered (-2,75%). As do grupo Pearson, que publica o Financial Times, subiram 0,55%, depois de a empresa anunciar um acordo para a compra da Mergermarket por 101 milhões libras. O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, fechou em alta de 11,61 pontos (0,23%), em 4.967,95 pontos. As ações do Crédit Agricole subiram 1,50%, em reação a informes de que deve ser bem sucedida sua tentativa de comprar o banco grego Emporiki; outras ações de bancos também subiram (BNP Paribas +1,28%, Societé Générale +0,67%). As ações da EADS subiram 2,58%, revertendo as quedas recentes, relacionadas ao noticiário sobre problemas com o programa de desenvolvimento dos jatos Airbus. As ações da Sanofi-Aventis, do setor farmacêutico, caíram 0,36%, em reação ao lançamento de uma versão genérica do anticoagulante Plavix. As ações da fabricante de tubos de aço Vallourec caíram 6,38%, em reação ao anúncio de que a alemã Salzgitter vai vender sua participação de 17% na empresa. Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX fechou em alta de 25,25 pontos (0,45%), em 5.651,92 pontos. As ações da Hannover Rück subiram 1,08%, em reação a seu informe de resultados. No setor de serviços financeiros, as ações da MLP caíram 1,01%, em reação a seu informe de resultados; isso beneficiou as ações da concorrente AWD Holding (+3,56%). No setor de energia, as ações da Nordex subiram 7,7% e as da Ersol avançaram 2,9%, devido à expectativa positiva em relação ao informe de resultados da rival Conergy, que sai nesta quinta-feira (as ações da Conergy subiram 0,15%). Além do resultado da reunião do Fed, hoje o mercado alemão deverá reagir aos informes de resultados de Adidas, Commerzbanl e Hypo Real Estate. O índice S&P-Mib, da Bolsa de Milão, fechou em alta de 125 pontos (0,34%), em 36.633 pontos. As ações da Parmalat subiram 3,46%, em reação à notícia da retomada da renegociação de sua dívida com os bancos. As da Telecom Italia caíram 0,52%, com o mercado na expectativa do informe de resultados da News Corp. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 43,50 pontos (0,37%), em 11.834,00 pontos. As ações da Metrovacesa subiram 2,61%, depois de a Sacresa dizer que poderá elevar sua oferta para a aquisição da empresa, caso as autoridades espanholas aprovem a transação. Para os analistas da Inverseguros, o Ibex tem nível de suporte em 11.700 pontos e de resistência em 12 mil pontos. O índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, fechou em alta de 35,35 pontos (0,36%), em 9.773,71 pontos. As ações da Impresa subiram 3,68%, em reação a seus investimentos em produtos multimídia e aos dados de audiência de sua rede de televisão. As do Banco Comercial Português fecharam no mesmo nível de ontem, as da Energias de Portugal subiram 1,60% e as da Portugal Telecom avançaram 0,31%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.