Bolsa da Índia recua com Tata Steel em queda de 10,6%

A Bolsa da Índia fechou em baixa, pressionada pelas perdas acentuadas da Tata Steel, diante das preocupações sobre o pagamento elevado que terá de fazer para adquirir a siderúrgica anglo-holandesa Corus. Segundo operadores consultados pela Dow Jones, mas não identificados, o mercado de ações pode cair ainda mais se o banco central americano elevar a taxa de juro nos EUA hoje, embora o consenso dos analistas seja de manutenção da taxa dos Fed Funds em 5,25% ao ano. Os papéis dos bancos também foram pressionados, refletindo a preocupação sobre os custos mais elevados para obterem empréstimos no banco central indiano, que elevou hoje a taxa de recompra em 0,25 ponto percentual, para 7,50% ao ano. O índice Sensex cedeu 121,04 pontos (0,9%), a 14.090,92 pontos, enquanto os papéis da Tata Steel fecharam em baixa de 10,66%, a 463,95 rupias. A indiana Tata Steel bateu a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) na disputa do controle da anglo-holandesa Corus. Com isso, a Tata sai da 52ª posição do ranking mundial do aço e alcança a 5ª posição entre os maiores do setor siderúrgico no mundo. O papel da Tata liderou as perdas entre os papéis que fazem parte do índice Sensex. Entre os papéis do setor bancário, o State Bank of India caiu 1,5% e o ICICI Bank, 1,6%. O texto da agência Dow Jones não fez referência ao impacto da decisão da Standard & Poor´s de elevar os ratings soberanos do país para grau de investimento. A decisão foi divulgada ontem, durante um feriado nacional que manteve o mercado financeiro fechado. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.