Bolsa de HK recupera perdas e sobe 0,8%

A Bolsa de Hong Kong recuperou-se da queda da sessão de ontem e encerrou com o índice Hang Seng em alta de 0,8% hoje. As fortes vendas de veículos em setembro elevaram os preços dos papéis de montadoras. Dongfeng Motor saltou 8,4% após a empresa divulgar um aumento de 35,5% em suas vendas no mês passado; Geely Auto, que elevou suas vendas em 16% em setembro, subiu 2,1%. Outras companhias do setor também tiveram bom desempenho: Brilliance China Auto ganhou 1,7% e Denway, 1,4%. No entanto, analistas disseram que não são esperadas mais altas no Hang Seng nos próximos dias por causa das incertezas quanto à Coréia do Norte bem como os efeitos de novas ofertas de ações. A realização de lucros de ações do setor bancário pressionou o mercado acionário chinês nesta terça-feira, depois do registro do melhor resultado em cinco anos ontem. Por outro lado, papéis de empresas relacionadas ao setor de defesa registraram grande alta, em decorrência do teste nuclear norte-coreano. O Xangai Composto caiu 0,03% e o Shenzhen Composto teve alta de 0,16%. Segundo analistas, a queda do setor será breve e o mercado irá se recuperar, ainda com a expectativa da oferta inicial de ações do Industrial & Commercial Bank of China, no final deste mês. ?É natural ver alguma pressão de venda após a alta de ontem, mas isso não irá mudar a tendência de alta do mercado?, disse Chen Zhe, analista da CITIC Securities. China Merchants Bank caiu 1,4% e Bank of China teve baixa de 1,5%. Já os papéis de empresas do setor de defesa subiram. ?Investidores estão comprando na expectativa de que o governo vá aumentar os investimentos em companhias militares, em razão das tensões regionais?, disse Chen Huiqin, analista da Huatai Securities. China Spacesat subiu 5,7%; Aerosun avançou 7,8% e Sichuan Chengfa Aero-science & Technology teve alta de 6,8%. O yuan caiu e no fim do dia o dólar subia para 7,9065 yuans no sistema automático de preços, de 7,9000 yuans de segunda-feira. Uma inesperada alta na paridade central entre o dólar e o yuan resultou na queda da moeda chinesa contra a norte-americana, nesta terça-feira. Mas traders acreditam que qualquer movimento neste sentido nas próximas sessões será ofuscado pela tentativa dos bancos de vender dólares, depois das compras realizadas em antecipação ao feriado, quando houve grande procura da moeda por turistas que saíram do país. A paridade central subiu para 7,9128 yuans, de 7,9103 yuans no dia anterior. "A oscilação parece sinalizar os esforços do banco central de elevar o dólar acima de 7,9100 yuans. Ele freqüentemente impulsiona a taxa de paridade pela referência do mercado", disse um operador de um banco japonês em Xangai. Em Seul, os papéis do setor bancário registraram as maiores altas do dia, ajudando o mercado a recuperar-se da baixa de ontem - ocasionada pelo teste nuclear na Coréia do Norte. O índice Kospi subiu 0,7%. As ações de instituições bancárias avançaram em razão da perspectiva positiva de lucros no segundo semestre e da visão de que estão cotadas abaixo do preço real. Esses papéis haviam registrado quatro quedas consecutivas nos últimos pregões. Kookmin Bank subiu 1,6% e Korea Exchange Bank teve alta de 5,3%. Já LG Philipis LCD caiu 1,9%, em razão das preocupações sobre os resultados do quatro trimestre. O mercado filipino registrou queda de 0,9%, nesta terça-feira, ainda sob o impacto do teste nuclear realizado ontem pela Coréia do Norte. Philippine Long Distance Telephone (PLDT), o papel mais negociado do dia, teve baixa de 0,5%, depois que seus ADRs caíram 1,6% ontem em Nova York. Já SM Prime avançou 1,2%, em razão da expansão dos negócios da empresa. A recuperação dos mercados asiáticos influenciou o desempenho da Bolsa australiana hoje. O índice S&P/ASX 200 subiu 1%, com grande procura por papéis de mineradoras. BHP Billiton subiu 3,1%; Rio Tinto avançou 3,2% e Rinker teve alta de 1,5%. Minara subiu 6,1% hoje, em razão da alta recorde do preços do níquel e a recomendação de compra feita pelo Citigroup. Na Malásia, o índice composto de 100 blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur fechou em alta de 0,03%. Na Bolsa de Cingapura, o índice Strait Times encerrou com ganhos de 1%. O índice JSX Composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, terminou o pregão com alta de 0,74%. Não houve pregão em Taiwan em razão do feriado no país. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2006 | 07h06

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.