Bolsa de Istambul perde 3,2%; expectativa de aperto entre 1,5 e 3 pontos

A Bolsa de Istambul (Turquia) fechou com o índice IMKB caindo 3,2%, com a preocupação com a magnitude da elevação da taxa de juros nos EUA, enquanto os investidores digeriam a convocação de um encontro extraordinário pelo Banco Central da Turquia no domingo. O anúncio ocorre três dias após a reunião regular, na qual a autoridade monetária turca decidiu manter as suas principais taxas de juros inalteradas, e em meio a um forte enfraquecimento da lira ante o dólar e à queda dos títulos do país. No encontro extraordinário anterior, em 7 de junho, o BC turco elevou as suas principais taxas de juros em 1,75 ponto porcentual, em um esforço para conter a inflação no país. As expectativas convergem para uma ação radical do BC turco, com o estrategista do Bear Stearns, Tim Ash, prevendo aperto monetário que pode exceder 3 pontos porcentuais. Segundo esse analistas, um aumento dessa proporção deve dar algum tempo para as autoridades, mas há preocupações de que a atitude seria apenas reativa. O economista do Lehman Brothers, Tolga Ediz, avalia que a taxa deve subir entre 1,5 e 2 pontos porcentuais. "Nada menos do que isso será suficiente para estabilizar os mercados, no nosso ponto de vista", disse. Ash defendeu que o mercado segue inclinado a vender ativos em qualquer momento de fortalecimento, em razão do crescimento dos riscos políticos nos próximos 12 meses. Paralelamente, analistas calcularam que o BC turco deve ter usado US$ 1 bilhão na sua intervenção realizada hoje para defender a moeda turca de seu forte enfraquecimento ante o dólar.As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.