Bolsa de Londres fecha em alta de 0,91%, París +1,14%

As Bolsas européias fecharam em alta forte, sustentadas por balanços e especulações de aquisição envolvendo o grupo de mídia francês Thomson. Em Londres, o índice FT-100 terminou o dia com valorização de 52,60 pontos (0,91%), em 5.844,10 pontos. As ações da Xstrata subiram 5,5%, depois de anunciar aumento de 60% em seu lucro líquido, para US$ 1,71 bilhão. Paralelamente, a mineradora anunciou um plano para aquisição de um terço das ações da unidade colombiana da Cerrejon, que pertencem a Glencore International, por US$ 1,7 bilhão. O diretor-executivo da Xstrata, Mick Davis, fez ainda declarações animadoras para o setor, prevendo manutenção dos preços das commodities acima da média de longo prazo por muitos anos. Outras mineradoras ganharam na esteira das informações, como Anglo American, BHP Billiton e Antofagasta. Em Paris, os ganhos foram conduzidos pelos papéis da Vivendi Universal, que subiram 1,6%, e pelas especulações de aquisição da Thomson. As ações da Thomson fecharam em alta de 5,6%, depois de seu CEO ter declarado que aguarda ofertas pela empresa. As ações da Vivendi foram sustentadas pelo anúncio de aumento de 55% em seu lucro líquido ajustado anual, para 2,08 bilhões de euros. O lucro superou as estimativas dos analistas. A empresa anunciou ainda aumento de 67% em seu dividendo. O índice CAC-40 fechou em alta de 57,16 pontos (1,14%), em 5.057,61 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.