Bolsa de Londres perde 0,37%; Paris cai 0,84%

O índice FT-100, da Bolsa de Londres, fechou em queda de 20,8 pontos (0,37%), em 5.672,4 pontos. O mercado reagiu negativamente aos informes de resultados das norte-americanas General Electric e Citigroup, que motivaram queda das Bolsas dos EUA; outro fator foi a alta do petróleo, que superou os US$ 68 por barril. As ações do setor de telecomunicações caíram (Vodafone -2,68%, BT Group -2,63%, Cable & Wireless -0,84%), assim como as dos bancos (Barclays -1,24%, Lloyds TSB -0,92%, HSBC -1,15%). A alta do preço do ouro deu sustentação às ações da Anglo American, que subiram 0,54%; outras ações de mineradoras caíram. No setor farmacêutico, as ações da Shire subiram 5,93%; a empresa e a Impax Laboratories resolveram fora dos tribunais sua disputa por patentes e o Crédit Suisse First Boston elevou sua recomendação. As da Pearson, do setor de mídia, avançaram 4,52%, depois de elevação de recomendação pela Morgan Stanley. Na semana, o FT-100 acumulou uma queda de 0,68%.Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 fechou em queda de 40,61 pontos (0,84%), em 4.773,48 pontos. O mercado abriu em alta, impulsionado pelas ações da Lafarge, que subiram em reação a uma elevação de recomendação pelo CSFB, mas passou a cair depois da abertura fraca das Bolsas dos EUA. As ações da Lafarge fecharam em alta de 1,67%. As da STMicroelectronics caíram 2,86% e as da France Telecom recuaram 2,25%, em reação ao informe de resultados da norte-americana Motorola. As da LVMH (Louis Vuitton-Moët-Hennessy) caíram 2,54%, depois de a empresa divulgar resultados. As da Euro Disney, que divulga resultados na próxima segunda-feira, subiram 9,09%. Na semana, o CAC acumulou uma queda de 1,59%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.