Bolsa de Londres sobe e bate recorde em 5 anos

O índice FT-100, da Bolsa de Londres, atingiu hoje o nível mais elevado dos últimos cinco anos, com as ações de companhias de mineração e petrolíferas sustentando o movimento de alta. Ambos setores já haviam garantido fechamento em alta ontem da bolsa londrina, na contramão das perdas registradas nas demais praças européias. Nesta manhã, as Bolsas de Frankfurt e de Paris também operam em alta. A indicação do Fed (banco central dos EUA) de que as taxas de juro do país já estão próximas do nível desejável, conforme a ata da última reunião divulgada ontem, também puxa o mercado. A ata da reunião mais recente do Banco Central da Inglaterra mostrou que sete dos oito membros do Comitê de Política Monetária votaram pela manutenção da taxa de juro de referência em 4,5%. "Para a maior parte dos membros do comitê, os indicadores sugeriram que o crescimento recente na produção continua próximo da taxa de tendência atual, embora para alguns haja indicação de risco de pequena desaceleração nas perspectivas de curto prazo", disse o BC inglês. As ações da Rio Tinto e BHP Billiton subiram mais de 1%. Às 8h56 (de Brasília), o índice FT-100 operava em alta de 0,61%, a 6.081,10 pontos, abaixo da máxima em cinco anos a 6.100,60 pontos atingida mais cedo. As informações são das agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.