Bolsa de Londres sobe; Frankfurt e Paris caem

Os ganhos no setor de commodities, como o da petroleira BP, contrabalançam nas bolsas européias o sentimento negativo provocado hoje pela notícia de testes nucleares realizados pela Coréia do Norte na Ásia. Às 9h59 (de Brasília), na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 estava em alta de 0,56%, em 6.034 pontos, enquanto em Paris, o CAC-40 recuava 0,09% para 5.277 pontos e, em Frankfurt, o DAX-30 caía 0,27% para 6.070 pontos. Em Londres, a fabricante de medicamentos Shire chegou a subir 10% depois de a companhia ter recebido aprovação preliminar para sua nova droga para hiperatividade. Os ganhos nos setores de petróleo e gás ajudaram a dar suporte ao índice londrino. As ações da gigante do petróleo BP subia 1,4% e as da Royal Dutch Shell estavam em alta de 1%, segundo o barril do Brent, que avançava 1,40% para US$ 60,70. As especulações sobre negociações de compra da Corus faziam o papel da siderúrgica subir 3,3%. Ontem, o jornal Sunday Telegraph informou que a potencial interessada Tata Steel, da Índia, conseguiu montar um pacote de financiamento de US$ 6,5 bilhões para a compra do grupo britânico. Segundo o jornal, a empresa indiana obteve compromissos de financiamento dos bancos que assessoram a transação, Deutsche Bank, ABN Amro e Standard Chartered. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.