Bolsa de Nova York fecha em baixa com peso do Fed

O mercado norte-americano de ações fechou em queda. No caso do índice Dow Jones, este foi o primeiro dia de baixa depois de cinco pregões consecutivos de altas; em pontos, o recuo de hoje, embora modesto, foi o maior desde 7 de setembro. Temores sobre a perspectiva da economia e rebaixamentos de projeções de receita ou de lucros para empresas de tecnologia e do setor financeiro pesaram no sentimento do mercado.

RENATO MARTINS, Agencia Estado

22 de setembro de 2010 | 18h17

Operadores disseram que os investidores continuaram a digerir o comunicado de ontem do Federal Reserve (Fed, banco central americano), que mostrou preocupação com o risco de deflação e acenou com a possibilidade de novas medidas para apoiar a recuperação da economia. "O mercado quer subir, mas hoje o comunicado do Fed pesou", disse David Hefty, da Hefty Wealth Partners. Ele também observou que é positivo o fato de o S&P-500 ter fechado acima dos 1.130 pontos, nível que recentemente era de resistência técnica e agora parece ser de suporte, mas que está preocupado com a possibilidade de o mercado estar ficando supercomprado (o S&P-500 acumula uma alta de 8,1% desde o começo de setembro).

As Bolsas abriram em alta, mas passaram a cair depois de a Agência Federal de Financiamento à Habitação dos EUA (FHFA) informar que os preços dos imóveis residenciais caíram 0,5% em julho, oitavo mês consecutivo de baixas; além disso, a queda dos preços em junho foi revisada para 1,2% (de -0,3% na estimativa original). Em relação ao mesmo mês de 2009, os preços dos imóveis residenciais caíram 3,3% em julho.

As ações do setor financeiro caíram, depois de os analistas do Deutsche Bank rebaixarem sua previsão para os lucros de Goldman Sachs e Morgan Stanley (Goldman Sachs -2,20%, Morgan Stanley -4,26%, Bank of America -1,68%, JPMorgan Chase -1,60%).

As do setor de tecnologia também caíram. As da Adobe Systems, que havia divulgado resultados ontem depois do fechamento, perderam 19,04%; as da Microsoft recuaram 2,19%, depois de a empresa anunciar dividendos que ficaram abaixo do que alguns analistas previam.

O índice Dow Jones fechou em queda de 21,72 pontos (-0,20%), em 10.739,31 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 14,80 pontos (-0,63%), em 2.334,55 pontos. O S&P-500 fechou em baixa de 5,51 pontos (-0,48%), em 1.134,27 pontos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaqFedimóveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.