Bolsa de Nova York tem pior semana em quatro anos

A Bolsa de Nova York fechou em baixa, em meio ao rali do iene em relação ao dólar e mais notícias negativas para o mercado de hipotecas subprime (as concedidas a clientes de maior risco a taxas de juros mais altas) dos EUA. O índice Dow Jones caiu 0,98% hoje, acumulando queda de 4,22% na semana, o pior resultado semanal desde março de 2003. O S&P 500 caiu 1,14% hoje e 4,41% na semana, maior queda desde janeiro de 2003. O Nasdaq perdeu 1,51% nesta sexta-feira e 5,85% desde segunda-feira, pior resultado numa semana desde agosto de 2004. Entre as 30 ações que compõem o Dow Jones, 28 fecharam no vermelho. A lista de queda foi liderada por papéis do setor financeiro como JP Morgan Chase (-2,1%), Citigroup (-2,2%), American Express (-2,0%) e de setores economicamente sensíveis como Alcoa (-1,7%), Caterpillar (-1,3%) e Dupont (-1,5%). Contrariando a tendência, a gigante de seguros American International Group (AIG) subiu 3,3% após anunciar um salto no lucro líquido e um programa ambicioso de recompra de ações e dividendos. Os volumes negociados não atingiram hoje os recordes do início da semana. Os analistas acreditam que a volatilidade vai continuar na próxima semana. No fim da tarde, o índice VIX, de volatilidade implícita sobre os contratos de opções do índice S&P 500, considerado um indicador de aversão ao risco, estava em forte alta de 17,64% para 18,61. Adicionando motivos para os temores com o mercado de hipotecas subprime, a New Century Financial, uma das grandes nos empréstimos subprime, adiou a divulgação de seu balanço. Suas ações caíram 7,6%. A Countrywide Financial caiu 1,1% depois de o Wall Street Journal ter informado que a maior hipotecária dos EUA registrou forte aumento da inadimplência em 2006. O índice Dow Jones fechou aos 12.114,10 pontos. A mínima foi em 12.107,37 pontos e a máxima em 12.247,40 pontos. O Nasdaq fechou na mínima do dia, com 2.368,00 pontos; a máxima foi de 2.401,26 pontos. O Standard & Poor's-500 recuou para 1.387,17 pontos. O NYSE Composite caiu 116,30 pontos, ou 1,28%, para 8.957,17 pontos. O volume negociado na NYSE caiu para 1,82 bilhão de ações, de 2,23 bilhões de ações ontem; 813 ações subiram, 2.504 caíram e 103 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,446 bilhões de ações negociadas, de 2,805 bilhões de ações ontem, com 754 ações fechando em alta e 2.267 em queda. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.