Bolsa de NY abre em alta, com temporada de balanços

As Bolsas de Nova York abriram em alta. O índice Dow Jones subia 0,38% às 10h35 e o Nasdaq avançava 0,39%, embutindo uma dose de otimismo em torno do início da temporada de divulgação de balanços pelas empresas norte-americanas. A Alcoa é a primeira companhia da cesta do índice Dow Jones a mostrar seus números, com os analistas prevendo lucro de US$ 0,85 por ação. O balanço deve sair após o fechamento da sessão em Nova York. Os investidores receberão ainda os balanços da General Electric, PepsiCo e Texas Instruments nesta semana. Os dados a serem divulgados hoje são de segunda linha nos EUA. O Departamento do Comércio dos EUA anuncia os dados de estoques e vendas no atacado em maio às 11 horas, e o Federal Reserve (banco central dos EUA) divulga, às 16 horas (de Brasília), os dados do crédito ao consumidor em maio. A agenda ganha tônus na quarta-feira, com os dados da balança comercial em maio dos EUA. Na sexta-feira, saem os números de vendas do varejo em junho, um dado mais importante para mexer com as projeções sobre a taxa de juros nos EUA. Na sexta-feira, os Fed Funds futuros indicavam 63% de chance de a taxa dos Fed Funds ir para 5,5% ao ano em agosto. Após atingir o recorde de US$ 75,78 por barril durante a sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) na sexta-feira, os contratos futuros do petróleo seguem afetados por realizações de lucro. O contrato para agosto cedia 0,63%, para US$ 73,62 por barril, às 10h30, na Nymex eletrônica. Na sexta-feira, o índice Dow Jones fechou em queda de 1,20%, reagindo à inesperada alta de 0,5% do ganho médio por hora trabalhada nos EUA em junho, além de alertas da 3M e da Advanced Micro Devices sobre seus resultados no trimestre. Na semana, o Dow Jones acumulou uma queda de 0,53%. O Nasdaq caiu 1,16%, acumulando uma perda de 1,94% na semana. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.