Bolsa de NY abre em baixa e espera decisão sobre juros

O índice Dow Jones da Bolsa de Nova York abriu em baixa de 0,09% e o índice Nasdaq operava estável logo após a abertura do pregão, às 11h30. O mercado acionário faz uma espécie de pausa técnica hoje, até conhecer a decisão do encerramento do encontro do Comitê de Mercado Aberto do Federal Reserve (o banco central dos EUA). Um fator que pode se destacar nos radares é a alta do petróleo. O contrato futuro para maio sobe 1,09%, para US$ 64,86 por barril, na Nymex eletrônica. No front corporativo, o Citigroup era destaque. Dando seqüência aos seus planos de expansão, o banco norte-americano e o Banco Nacional da Grécia estão lutando para assumir o controle do Finansbank, um banco turco. O acordo deve envolver uma cifra em torno de US$ 5 bilhões. No pré-mercado, as ações da General Motors tinham queda marginal de US$ 0,03, para US$ 22,90, após anunciar a demissão de centenas de trabalhadores assalariados, como parte de seus planos de resgatar a lucratividade nas operações da América do Norte. O porta-voz da empresa firmou que não poderia dar o número fechado das dispensas, mas sinalizou que a companhia pretende reduzir menos de 500 pessoas em 30 pontos, incluindo fábricas e centros de engenharia, nos EUA. As demissões respondem cerca de 1,3% da força de trabalhadores assalariados da GM. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.