Bolsa de NY avança com informes de acordo da dívida

As ações em Nova York se mantêm em alta forte com o anúncio de que os líderes da zona do euro decidiram apoiar um plano de ajuda à Grécia, feito nesta tarde pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy.

REGINA CARDEAL, Agencia Estado

21 de julho de 2011 | 16h32

Os informes - negados pela Casa Branca - de que o presidente dos EUA, Barack Obama, e o presidente da Câmara dos Representantes, o republicano John Boehner, haviam chegado a um grande acordo sobre o Orçamento dos EUA contribuíram para que o Dow Jones chegasse às máximas do dia pouco antes.

Às 16h20 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 1,35% para 12.741 pontos, após chegar na máxima a 12.751 pontos. Na Bolsa de Valores de São Paulo, o índice Bovespa subia 2,16% a 60.396,22 pontos, às 16h29.

Os jornais New York Times e Wall Street Journal afirmaram que as autoridades norte-americanas estão perto de um acordo sobre redução do déficit orçamentário, mas o porta-voz da Casa Branca Jay Carney rapidamente desmentiu a informação. Segundo ele, Obama ainda busca fechar o acordo mais amplo possível. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.