Bolsa de NY avança por indicadores, petróleo e balanços

O mercado norte-americano de ações fechou em alta na quarta-feira pelo segundo dia consecutivo. Os investidores reagiram favoravelmente ao indicador de vendas pendentes de imóveis e ao informe de resultados da construtora de casas Lennar. Outros fatores positivos foram o indicador de encomendas de bens duráveis em maio, que subiu pela primeira vez em três meses, e a alta dos preços do petróleo, que beneficiou as ações do setor.

RENATO MARTINS, Agencia Estado

27 de junho de 2012 | 18h19

Participantes do mercado ressalvaram que são baixas as expectativas em relação ao encontro de cúpula da União Europeia, que começa na quinta-feira. "É um processo longo de negociações, que depende de carisma e de capacidade de persuasão dos líderes e do que eles levarão de volta a seus eleitores. Todo mundo precisa dar e receber", comentou Virginie Maisonneuve, chefe de global equities da Schroder Investment management.

Segundo ela, os investidores estarão atentos a sinais sutis sobre a disposição dos dirigentes europeus para trabalhar em conjunto. "Se tivermos o sr. Hollande dizendo à sra. Merkel que ela está atrapalhando e houver mais sinais de conflito, isso não vai ajudar nem um pouco", disse Maisonneuve.

Entre as componentes do índice Dow Jones, os destaques foram JPMorgan Chase (+3,00%) e Bank of America (+2,04%). As ações da construtora de casas Lennar subiram 4,78%, em reação a seu informe de resultados. As da Monsanto, que também divulgou balanço, avançaram 3,88%. As da Google, que lançou seu tablet, o Nexus 7, subiram 0,82%. As do Facebook caíram 2,63%, no primeiro dia após a quarentena obrigatória para a divulgação de pesquisas e recomendações de analistas após a oferta pública inicial.

O índice Dow Jones terminou com ganho de 92,34 pontos (0,74%), aos 12.627,01 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 21,26 pontos (0,74%), em 2.875,32 pontos. O S&P-500 finalizou com avanço de 11,86 pontos (0,90%), a 1.331,85 pontos. O NYSE Composite acabou com valorização de 70,96 pontos (0,94%), em 7.598,05 pontos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BolsasNova Yorkfechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.