Bolsa de NY cede às incertezas após baixa do petróleo

O mercado norte-americano de ações também cedeu ao mau humor internacional, inverteu o sinal e opera em baixa esta tarde. Participantes do mercado disseram que a queda forte dos preços do petróleo está contrabalançando o otimismo dos investidores quanto ao setor de tecnologia. "É desencorajadora a incapacidade do mercado de ter um desempenho melhor, tendo em vista o declínio significativo dos preços da energia. Não é um bom sinal para a saúde do mercado em geral", comentou o estrategista Michael Sheldon, da Spencer Clark. Para ele, o mercado vive um momento de incerteza sobre se as quedas dos preços do petróleo e de outras commodities sinaliza uma iminente desaceleração econômica, o que seria ruim para os lucros das empresas, ou é apenas uma simples correção setorial (o que aliviaria as pressões de custos das empresas). Às 14h45 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 37 pontos, ou 0,30%, o Nasdaq recuava 5 pontos, ou 0,21%, e o S&P-500 perdia 5 pontos, ou 0,36%. Às 14h15 (de Brasília), as ações da Exxon Mobil caíam 0,81%, em reação à baixa dos preços do petróleo; as da Apple Computer subiam 2,4% e as da AT&T avançavam 0,68%, em reação a reportagem do Wall Street Journal segundo a qual a empresa poderá anunciar hoje que a Cingular Wireless, divisão de telefonia celular da AT&T, vai oferecer um serviço de telefonia baseado no iPod. As ações da Sprint Nextel caíam 10,3%, depois de a empresa fazer um alerta de queda nos lucros. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.