Bolsa de NY deve abrir em baixa por temor com Espanha

Os índices futuros das bolsas de Nova York apontam para uma abertura em baixa no pregão desta sexta-feira, com os investidores em alerta após uma série de resultados trimestrais variados de grandes empresas dos Estados Unidos e em meio a preocupações com os problemas da Espanha.

SERGIO CALDAS, Agencia Estado

20 de julho de 2012 | 10h50

Às 10h15 (horário de Brasília), no mercado futuro, o Dow Jones recuava 0,47%, o Nasdaq caía 0,23% e o S&P 500 perdia 0,66%.

Apesar de os ministros das Finanças da zona do euro terem adotado formalmente nesta sexta-feira o plano de resgate para o setor bancário espanhol, que pode chegar a 100 bilhões de euros, as bolsas europeias apresentavam fortes perdas depois de o governo da Espanha reduzir sua projeções de PIB para 2013 e 2014. Em Madri e Milão, as ações caíam mais de 4% e 3%, respectivamente.

No pré-mercado de Nova York, as ações da General Electric, que integram o Dow Jones, recuavam 0,7% depois de o lucro da empresa no segundo trimestre vir ligeiramente acima das expectativas, mas a receita vir abaixo. Já a Xerox despencava 5,4% depois de reduzir sua projeção de lucro para o ano, apesar do resultado do segundo trimestre ter vindo em linha com o esperado.

Na direção oposta, a Microsoft avançava 1,5% antes da abertura, depois de divulgar um lucro acima das projeções, enquanto a SanDisk, fabricante de memórias flash, disparava 11% após seu lucro e receita superarem as estimativas. O Google, que também surpreendeu no segundo trimestre, ganhava 2,5%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BolsasNova Yorkprevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.