Bolsa de NY fecha em alta após inflação moderada

O mercado norte-americano de ações fechou em alta, com o índice Nasdaq registrando seu sexto pregão consecutivo de ganhos, o que não acontecia desde a primeira semana de 2006; o Dow Jones subiu em cinco dos últimos seis pregões. "A inflação moderada mostrada pelo índice de preços ao consumidor foi mais um ponto para o cenário que o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) está montando antes da reunião de quarta-feira. O fato de o preço do petróleo ter ficado abaixo dos US$ 64 por barril eliminou mais uma preocupação do mercado. As duas coisas nos dizem que cresceu a chance de o Fed não elevar as taxas de juro", comentou o estrategista Fred Dickson, da DA Davidson. Ações As ações da Ford despencaram 11,77% e foram as que mais caíram entre as listadas na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), depois de a empresa apresentar detalhes de seu plano de reestruturação; a empresa diz que só deverá voltar a dar lucro em 2009. Também no setor automotivo, as ações da DaimlerChrysler caíram 6,7%, após a empresa fazer um alerta de queda nos lucros. Essas notícias afetaram também as ações da General Motors, que caíram 3,94%. Entre as componentes do Dow Jones, as ações com melhor desempenho foram as da United Technologies, que subiram 2,56%, depois de a empresa aumentar seu programa de recompra de ações para US$ 2 bilhões neste ano. No setor de tecnologia, as ações da Adobe Systems subiram 10%, em reação a seu informe de resultados. As da Microsoft avançaram 1,97%, ainda em reação ao lançamento do Zune, concorrente do iPod da Apple (cujas ações recuaram 0,09%). No setor químico, as ações da DuPont subiram 1,98%, acumulando alta de 5,6% na semana; a baixa dos preços do petróleo, que ela usa como matéria-prima, deverá beneficiar suas margens de lucro. No setor de mídia, as ações da News Corp. ganharam 2,8% e as da DirecTV caíram 2,4%, em reação a informes de que a News Corp. está estudando a idéia de ceder sua participação majoritária na DirecTV para a Liberty Media, em troca da participação da Liberty Media na própria News Corp. Isso marcaria a saída da News Corp. do mercado norte-americano de televisão via satélite. As ações da McDonald's subiram 1,1%, depois de o jornal brasileiro Valor Econômico dizer que a empresa colocou à venda suas operações no Brasil e em outros países latino-americanos. Índices O índice Dow Jones fechou em alta de 33,94 pontos (0,29%), em 11.561,33 pontos. A mínima foi em 11.528,75 pontos e a máxima em 11.612,63 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 6,86 pontos (0,31%), em 2.235,59 pontos, com mínima em 2.227,72 pontos e máxima em 2.247,16 pontos. O Standard & Poor's-500 subiu 3,59 pontos (0,27%), para 1.319,87 pontos. O Nyse Composite, que inclui todas as ações negociadas na Nyse, avançou 5,65 pontos (0,07%), para 8.363,46 pontos. O volume negociado alcançou 2,204 bilhões de ações, de 1,467 bilhão ontem; 1.949 ações subiram, 1.342 caíram e 142 fecharam nos mesmos níveis de ontem; no Nasdaq, o volume alcançou 2,482 bilhões de ações negociadas, de 1,874 bilhão ontem, com 1.542 ações fechando em alta e 1.439 em queda. Na semana, o Dow Jones acumulou uma alta de 1,48%, o Nasdaq, um avanço de 3,22% e o S&P-500, um ganho de 1,61%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2006 | 18h56

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.