Bolsa de NY fecha em alta pelo segundo dia seguido

As Bolsas dos EUA fecharam em alta nesta sexta-feira, 07, com o índice Dow Jones registrando ganhos em dois dias consecutivos pela primeira vez desde 15 de janeiro. O mercado digeriu os dados do nível de emprego divulgados pela manhã. "Pelo menos no momento, acho que muitas pessoas se posicionaram onde precisavam estar para navegar no mercado.", disse R. J. Grant, diretor de operações com ações da corretora KBW.

Agencia Estado

07 de fevereiro de 2014 | 20h13

Foram criados 113 mil empregos em janeiro, número bastante inferior aos 189 mil previstos pelos economistas. O número decepcionante do mês anterior foi revisado para cima em 1.000, para 75 mil. A taxa de desemprego, porém, recuou para 6,6%, em linha com a expectativa, de 6,7% em dezembro.

O índice Dow Jones fechou em alta de 165,55 pontos (1,06%), em 15.794,08 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 68,74 pontos (1,69%), em 4.125,86 pontos. O S&P-500 fechou em alta de 23,59 pontos (1,33%), em 1.797,02 pontos.

Na semana, o Dow acumulou uma alta de 0,61%, o Nasdaq subiu 0,54% e o S&P-500 avançou 0,81%.

"No fim das contas, as coisas ainda não vão bem. Mas o mercado havia caído muito recentemente, e acho que havia algum temor de que estivéssemos numa situação ainda pior. A reação é a de que não se trata do fim do mundo", comentou o trader Ian Winer, da Wedbush Securities.

Entre as ações de empresas que divulgaram informes de resultados, os destaques são News Corp. (+8,56%), Moody''s (+4,23%), Expedia (+14,29%), LinkedIn (-6,20%) e Cigna (-9,25%). As ações da Apple subiram 1,40%, depois de o executivo-chefe Tim Cook dizer que a empresa recomprou US$ 14 bilhões em ações depois da divulgação do último informe de resultados. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.