Bolsa de NY fecha em queda após indicador fraco

O mercado norte-americano de ações fechou com os principais índices em queda, depois de novas declarações de um dirigente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) e de um indicador econômico fraco. Pela manhã, a Associação Nacional dos Construtores de Casas (NAHB) anunciou que o índice de vendas de casas novas caiu a 42 em maio, de 46 em abril. O presidente do Fed de Dallas, Richard Fisher, voltou a falar em moderação no ritmo de crescimento econômico e em ameaças inflacionárias. "Todo mundo espera que o mercado imobiliário se desacelere, porque isso é o que o Fed vem tentando fazer. Mas o indicador de hoje pegou o mercado desprevenido", disse o economista-chefe do Centro para Empreendedorismo Inovador, Ken McCarthy. Para ele, as repetidas declarações de dirigentes do Fed sobre a necessidade de vigilância contra a inflação estão fazendo crescer os temores de que o Fed possa exagerar ao apertar a política monetária. Entre as componentes do Dow Jones, os destaques negativos do pregão foram Alcoa (-3,29%), United Technologies (-1,38%) e Disney (-1.29%); as ações da General Motors subiram 2,93% e as da Hewlett-Packard avançaram 1,60%. As ações das construtoras caíram, em reação ao indicador da NAHB (DR Horton -3%, Toll Brothers -2%, Centex -2%). No setor de equipamentos de telecomunicações, as ações da Nortel Networks caíram 10% em reação ao anúncio da fusão das divisões de telefonia da Nokia e da Siemens; os ADRs (recibos negociados nos EUA) da Siemens subiram 5% e os da Nokia avançaram 1%. Em reação à nova baixa dos preços do petróleo, as ações da Continental Airlines subiram 5% e as da American Airlines (AMR) avançaram 3%. O índice Dow Jones fechou em queda de 72,44 pontos (0,66%), em 10.942,11 pontos. A mínima foi em 10.907,53 pontos e a máxima em 11.052,26 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 19,53 pontos (0,92%), em 2.110,42 pontos, com mínima em 2.104,38 pontos e máxima em 2.138,77 pontos. O Standard & Poor's-500 caiu 11,40 pontos (0,91%), para 1.240,14 pontos. O NYSE Composite recuou 83,63 pontos (1,05%), para 7.850,23 pontos. O volume negociado na NYSE ficou em 1,524 bilhão de ações, de 2,016 bilhões na sexta-feira; 867 ações subiram, 2.461 caíram e 131 fecharam nos mesmos níveis do pregão anterior. No Nasdaq, o volume ficou em 1,691 bilhão de ações negociadas, de 2,473 bilhões na sexta-feira, com 842 ações fechando em alta e 2.209 em queda.

Agencia Estado,

19 de junho de 2006 | 18h15

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.