Bolsa de NY fecha em queda com temores sobre Europa

Índice Dow Jones fechou em queda de 1,05%, Nasdaq caiu 1,58% e o S&P-500 perdeu 1,19%

Renato Martins, da Agência Estado ,

23 de maio de 2011 | 18h02

O mercado norte-americano de ações fechou com os principais índices em queda forte. Em dia sem indicadores econômicos importantes nos EUA, os investidores focalizaram suas atenções no noticiário negativo proveniente da Europa, o que incluiu a derrota do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) nas eleições locais e o rebaixamento da perspectiva dos ratings da Itália pela Standard & Poor's, na sexta-feira.

"A zona do euro está andando na corda bamba", disse Malcolm Polley, da Stewart Capital Advisors. Para ele, um esforço demasiado forte pela austeridade fiscal poderá sufocar os gastos dos consumidores e enfraquecer a recuperação da economia europeia, num momento em que os mercados continuam a demandar que os países da zona do euro coloquem suas dívidas sob controle.

Das 30 componentes do índice Dow Jones, a única ação a fechar em alta foi McDonald's (0,21%). Entre as ações que mais caíram estavam as de empresas cujo desempenho tende a acompanhar o da economia (Alcoa -1,78%, Caterpillar -2,34%, DuPont -2,16%) e as dos setores de energia (ExxonMobil -1,10%, Chevron -1,17%) e as do setor financeiro (Bank of America -1,38%, Citigroup -2,05%).

O índice Dow Jones fechou em queda de 130,78 pontos (-1,05%), em 12.381,26 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 44,42 pontos (-1,58%), em 2.758,90 pontos. O S&P-500 fechou em queda de 15,90 pontos (-1,19%), em 1.317,37 pontos. O NYSE Composite fechou em queda de 120,98 pontos (1,45%), em 8.236,55 pontos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaqzona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.