Bolsa de NY fecha estável com cautela do mercado

O Dow Jones caiu 3,33 pontos, ou 0,03%, para 11.977,19 pontos; o recuo foi visto como natural pelos operadores

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

25 de janeiro de 2011 | 19h56

Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam praticamente estáveis, divididos entre os indicadores mistos sobre a economia do país divulgados hoje e refletindo a cautela do mercado antes do anúncio da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central americano) e do discurso do presidente norte-americano, Barack Obama, sobre o Estado da União.

Uma autoridade da Casa Branca afirmou mais cedo que Obama utilizará o pronunciamento - que será feito à meia-noite de hoje - para propor um congelamento de cinco anos nos gastos públicos que não sejam ligados à segurança e à previdência.

O Dow Jones caiu 3,33 pontos, ou 0,03%, para 11.977,19 pontos. Alguns operadores disseram que um recuo perto do nível de 12 mil pontos é natural, principalmente depois do ganho de três dígitos registrado ontem. "Não chegamos a este nível há algum tempo e efetivamente há algumas vendas perto de números com carga psicológica", disse David Bellantonio, diretor de negócios no EUA da Instinet.

Entre os componentes do índice, a 3M fechou em baixa de 2,02% após divulgar que seu lucro do quarto trimestre encolheu 0,7% na comparação com o mesmo período do ano anterior. A American Express perdeu 2,16%, mesmo após os clientes da empresa terem aumentado seus gastos em 15% durante o quarto trimestre.

A Johnson & Johnson teve queda de 1,83% depois de anunciar um declínio de 12% no lucro do quarto trimestre e divulgar estimativas de resultados para o ano que ficaram abaixo das expectativas do mercado.

Entre os demais índices, o Nasdaq subiu 1,70 ponto, ou 0,06%, para 2.719,25 pontos. O S&P 500 fechou em alta de 0,34 ponto, ou 0,03%, para 1.291,18 pontos.

A Texas Instruments, que ontem anunciou um aumento de aproximadamente 40% no lucro do quarto trimestre, caiu 1,93%. O Yahoo, que fechou em baixa de 0,37%, caía 3,68% no after hours após anunciar previsões decepcionantes para os resultados no primeiro trimestre deste ano. A companhia, no entanto, teve no quarto trimestre um lucro cerca de duas vezes maior que o obtido em igual período do ano anterior. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaq

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.