Bolsa de NY opera em queda com balanço do JPMorgan

As bolsas dos EUA operam novamente em queda nesta sexta-feira, 11,, mas com os principais índices bastante acima das mínimas alcançadas pela manhã. "Num mercado como este, os investidores ficam nervosos rapidamente. Não há compradores de verdade. Alguns setores estão piores do que os outros e aqueles são os que mais haviam subido, de modo que as pessoas acham que a queda é justificável", comentou Joe Saluzzi, da Thamis Trading.

RENATO MARTINS, Agencia Estado

11 de abril de 2014 | 14h04

Entre os destaques da sessão estão as ações do JPMorgan Chase, que neste início de tarde caíam 3,2%, depois de o banco divulgar o resultado do primeiro trimestre; as do Wells Fargo, que também divulgou balanço, subiam 1,6%. Entre as ações de tecnologia e biotecnologia que haviam subido muito no ano passado e caído muito na última semana, os destaques são Gilead Sciences (+4,5%), Biogen Idec (+0,1%), Facebook (+0,8%) e Netflix (-0,6%).

Dois indicadores foram divulgados pela manhã: o índice de sentimento do consumidor da Universidade de Michigan subiu a 82,6 na pesquisa preliminar de abril, de 80,0 em março. O índice de preços ao produtor teve uma alta de 0,5% em março, em relação a fevereiro, com alta de 1,4% em comparação com março do ano passado; excluídos os preços de energia e alimentos, o índice subiu 0,6% em março.

Às 13h53 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 83 pontos (0,52%), para 16.086 pontos; o Nasdaq caía 17 pontos (0,44%), para 4.036 pontos; o S&P-500 recuava 7 pontos (0,41%), para 1.825 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tudo o que sabemos sobre:
Bolsas de V alores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.