Bolsa de NY perde fôlego; Dow Jones recua 0,02%

O mercado acionário norte-americano deve retomar o padrão pausado nesta terça-feira. Os papéis da Computer Sciences, quinta maior companhia de serviços de informática, disparavam no pré-mercado, com as notícias de que deve reduzir seu quadro de funcionário, ao mesmo tempo em que está em busca de um interessado em comprar seus negócios. O S&P 500 subia 0,10%; o Nasdaq 100 futuro avançava 0,08%, enquanto o Dow Jones caía 0,02%, às 10h36. Nenhum dado econômico importante está previsto para hoje, com os únicos destaques da agenda sendo as aparições de autoridades do Federal Reserve. No pré-mercado, as ações da Computer Sciences subiam 6%, após anunciar que seu conselho decidiu explorar opções estratégicas, incluindo a venda potencial da empresa, em resposta a manifestações recentes de interesse. A companhia contratou a Goldman Sachs como conselheira financeira no processo. A empresa também apresentou um plano de reestruturação que incluirá a eliminação de quase 4.300 empregos no ano fiscal de 2007 e mais 700 em 2008. Grande parte das dispensas ocorrerá na Europa. A 3M também tinha indicação positiva no pré-mercado, após contratar a mesma Goldman Sachs para buscar alternativas estratégicas para seus negócios farmacêuticos com marcas, que emprega 1.500 pessoas e produz medicamentos como o Aldara, Difflam, Duromine e Tambocor. O Citigroup também deve se movimentar ativamente, após o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) ter levantado a restrição imposta ao banco. Por um ano, a instituição ficou impedida de procurar novas grandes aquisições, em razão da série de escândalos. Em carta enviada ao CEO do Citigroup, Charles Prince, o Federal Reserve do Bank of New York avaliou que a instituição fez progressos significativos na implementação de seu novo programa de compliance. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.