Bolsa de NY, petróleo e juro do Tesouro dos EUA sobem

O mercado de ações norte-americano sustentava a alta que vem registrando desde o início dos negócios nesta quarta-feira, recuperando-se das perdas de ontem. Passada a expectativa com o Fed (o BC americano), os investidores expressam agora otimismo com a possibilidade de que a economia e os lucros corporativos vão contrabalançar o efeito de juros mais elevados sobre os preços das ações. "O mercado ainda tenta descobrir exatamente o que o Fed disse ontem", afirmou o analista Charles Rotblut. "Minha aposta é que haverá uma aumento de 25 pontos base em maio e depois teremos de esperar para ver o que os indicadores econômicos vão dizer." Os setores de semicondutores, computação, internet e corretoras eram destaque de alta. Às 16h05, o Dow Jones, principal índice da Bolsa de NY, subia 0,64%, enquanto o Nasdaq, que reúne a maioria das ações de empresas de tecnologia, ganhava 1,49%. Os preços dos títulos do Tesouro norte-americano (Treasuries), por sua vez, caíam ao longo de toda a curva, com respectiva alta nos juros. No mercado de petróleo, os contratos futuros operavam em alta moderada, depois da divulgação do relatório semanal do Departamento de Energia dos EUA (DOE) mostrando um aumento dos estoques do petróleo bruto, mas a maior queda dos estoques de gasolina desde agosto de 2003. O contrato para maio negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) subia 0,73%, para US$ 66,55 o barril. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.