Bolsa de NY reage em alta a vendas no varejo e Citigroup

As Bolsas dos EUA estão em alta nesta segunda-feira, 14,recuperando terreno depois das quedas fortes das duas sessões anteriores. O informe de resultados do Citigroup no primeiro trimestre e o indicador de vendas no varejo em março contribuíram para a melhora do sentimento do investidor. "As coisas estão um pouco melhores no fronte dos lucros e também no econômico. Com a primavera, estamos vendo alguns dados positivos", comentou Michaerl Arone, gestor de fundos da State Street Global Advisors.

RENATO MARTINS, Agencia Estado

14 de abril de 2014 | 14h48

O mercado reagiu positivamente ao informe de que as vendas no varejo nos EUA cresceram 1,1% em março, maior expansão desde setembro de 2012, quando a expectativa era um crescimento de 0,8%. Excluídas as vendas do setor automotivo, as vendas cresceram 0,7%, quando a previsão era de +0,4%.

Ações de tecnologia que haviam caído muito na semana passada estão em alta, entre elas Facebook (+0,8%), Twitter (+1,9%), Amazon.com (+0,5%), Netflix (+1,1%), Google (+1,6%) e Yahoo! (+2,1%). As ações da indústria de equipamentos médicos Edwards Lifesciences subiam 12,1%, depois de uma decisão judicial favorável em uma disputa sobre patentes.

As ações do Citigroup subiam 3,7%, em reação a seu informe de resultados. Entre os bancos que divulgam resultados ao longo da semana, os destaques são Bank of America (+1,7%), Goldman Sachs (+1,2%) e Morgan Stanley (+1,8%).

Às 14h32 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 126 pontos (0,79%), para 16.152 pontos; o Nasdaq avançava 29 pontos (0,74%), para 4.029 pontos; o S&P-500 subia 13 pontos (0,76%), para 1.829 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tudo o que sabemos sobre:
Bolsas de Valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.