Bolsa de NY reduz ganhos, com temor sobre economia

No mercado de ações de Nova York, os índices Dow Jones e Standard & Poor's-500 reduziram suas altas e o Nasdaq passou a operar em leve queda, com os investidores digerindo os dados do nível de emprego nos EUA em julho. Os otimistas dizem que os indicadores fazem crescer a possibilidade de o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) fazer uma pausa no ciclo de apertos monetários na reunião da próxima terça-feira, depois de 17 elevações consecutivas das taxas de juro de curto prazo; os contratos futuros de Fed Funds (taxa de juros básica dos EUA) negociados em Chicago apontam agora uma probabilidade de apenas 15% de que a taxa dos Fed Funds seja elevada na próxima semana; antes da divulgação dos indicadores, essa probabilidade estava em 42%. Os pessimistas, porém, dizem que os dados de hoje são um sinal a mais de que a economia norte-americana pode estar se desacelerando demais, num quadro de inflação elevada. "A reação inicial do mercado foi: 'Ei, o Fed encerrou o ciclo; vamos comprar ações'. Mas, numa certa altura, as pessoas vão perceber por que o Fed fará uma pausa: por causa da economia débil, e isso apresenta perigos para a receita e os lucros das empresas. É o ponto em que as ações passam a representar muito mais risco", comentou o analista Barry Ritholtz, da Research & Analytics. Às 13h55 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 26 pontos (0,23%), o S&P-500 avançava 0,7 ponto (0,06%) e o Nasdaq caía 6 pontos (0,32%). As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

04 de agosto de 2006 | 14h03

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.