Bolsa de NY tem queda forte com temor de alta nos juros

O mercado norte-americano de ações fechou em queda forte. Um dia depois de o Federal Reserve (banco central dos EUA) anunciar um novo aperto monetário, os investidores mostraram o temor de que novas elevações das taxas de juro estejam por vir. "É uma reação ao Fed", comentou o estrategista Barry Hyman, da Ehrenkrantz King Nussbaum. "Achamos que seria irracional esperar que não teríamos correções durante o ano. Um dia como hoje é parte do processo", acrescentou, advertindo que "o mercado poderá ter um segundo semestre ruim". A decisão do Fed, o fim da temporada de divulgação de informes de resultados de empresas no primeiro trimestre e as altas dos preços do petróleo, do ouro e de outras commodities fizeram o foco dos investidores afastar-se do desempenho das empresas e da economia e concentrar-se nas questões da inflação e das taxas de juro. Entre as componentes do índice Dow Jones, o destaque negativo foi AIG, do setor de seguros, com queda de 5,09%, em reação a seu informe de resultados; as da General Motors, que haviam subido muito no começo da semana, recuaram 2,93%. No setor de tecnologia, as ações da Microsoft caíram 2,31%, as da Intel perderam 1,125, as da Hewlett-Packard tiveram queda de 1,19% e as da IBM recuaram 0,53%; as da Motorola caíram 3,77%. A alta do petróleo fez caírem as ações das companhias aéreas (AMR -2,4%, Southwest -1,3%, UAL -2,7%). Em reação a rebaixamento de recomendação pelos analistas da American Technology Research, as ações da Teradyne caíram 4,5%, as da Applied Materials recuaram 0,4% e as da Lam Research perderam 5,6%. Entre as ações que reagiram à divulgação de informes de resultados estavam JC Penney (-1,4%) e News Corp. (+3%). O índice Dow Jones fechou em queda de 141,92 pontos (1,22%), em 11.500,73 pontos. A mínima foi em 11.479,44 pontos e a máxima em 11.639,45 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 48,04 pontos (2,07%), em 2.272,70 pontos, com mínima em 2.270,51 pontos e máxima em 2.319,60 pontos. O Standard & Poor's-500 caiu 16,93 pontos (1,28%), para 1.305,92 pontos. O NYSE Composite recuou 104,85 pontos (1,21%), para 8.526,74 pontos. O volume negociado na NYSE alcançou 1,840 bilhão de ações, de 1,623 bilhão ontem; 673 ações subiram, 2.664 caíram e 123 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,459 bilhões de ações negociadas, de 2,030 bilhões ontem, com 630 ações fechando em alta e 2.456 em queda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.