Bolsa de NY termina com perda, influenciada pela Dell

O mercado norte-americano de ações fechou em queda, depois de um alerta de queda nos lucros da Dell, fabricante de computadores, alimentar preocupações quanto à desaceleração da economia. Isso contrabalançou os informes de resultados sólidos apresentados por empresas como Caterpillar, Microsoft e Google. "O alerta da Dell sem dúvida desempenhou um papel. As pessoas presumem que há gente comprando microcomputadores o tempo todo. Como resultado, elas interpretaram o alerta da Dell como sinal de que a economia está se desacelerando", comentou Ed Peters, da PanAgora Asset Management. As ações da Dell, listadas no Nasdaq, caíram 9,91% e influenciaram outras ações de fabricantes de microcomputadores (Hewlett-Packard -4,03%, Gateway -7,41%). As ações da Microsoft, que havia divulgado resultados ontem depois do fechamento, subiram 4,46%. As da AMD caíram 15,66% e as da Google subiram 0,77%, também em reação a balanços divulgados ontem. Entre as ações de empresas que divulgaram resultados hoje, os destaques foram Caterpillar (-1,06%), Halliburton (-8,1%), Eli Lilly (-2,9%) e RadioShack (-3,3%). As ações da General Motors subiram 1,51%, depois de o executivo-chefe da Nissan, Carlos Ghosn, dizer que, caso necessário, assumirá com prazer um posto de diretor da empresa norte-americana (com a qual a Renault/Nissan está discutindo a hipótese de uma aliança). As ações da Broadcom, do setor de semicondutores, caíram 12%, depois de a empresa fazer um alerta de queda nos lucros. As ações da Dow Jones & Co. subiram 4%, depois de elevação de recomendação pela Merrill Lynch. Na próxima segunda-feira, o mercado estará atento aos informes de resultados de American Express, BellSouth, EW Scripps, Kraft Foods, Merck, Schering-Plough e Texas Instruments. O índice Dow Jones fechou em queda de 59,72 pontos (0,55%), em 10.868,38 pontos. A mínima foi em 10.838,85 pontos e a máxima em 10.951,77 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 19,03 pontos (0,93%), em 2.020,39 pontos, com mínima em 2.014,07 pontos e máxima em 2.035,78 pontos. O Standard & Poor's-500 caiu 8,84 pontos (0,71%), para 1.240,29 pontos. O NYSE Composite recuou 54,39 pontos (0,68%), para 7.953,14 pontos. O volume negociado na NYSE alcançou 1,931 bilhão de ações, de 1,701 bilhão ontem; 1.108 ações subiram, 2.212 caíram e 133 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,388 bilhões de ações negociadas, de 2,079 bilhões ontem, com 778 ações fechando em alta e 2.221 em queda. Na semana, o Dow acumulou uma alta de 1,20%, o Nasdaq, uma queda de 0,83% e o S&P-500, um ganho de 0,33%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.