Bolsa de NY termina em baixa com dados de imóveis

O mercado norte-americano de ações fechou em queda, mas com os principais índices bastante acima das mínimas do dia. No caso do índice Nasdaq, este foi o primeiro fechamento em queda, depois de sete pregões consecutivos de altas. "Os números bem comportados do índice de preços ao produtor brigaram com os dados fracos de novas construções de residências e o indicador do setor imobiliário venceu a parada, fazendo crescer a preocupação com a situação da economia. E, além disso, tivemos as declarações decepcionantes da Yahoo, o que alimentou os temores quanto à economia", comentou o analista Nick Perry, da Schaeffer's Research. Pela manhã, o Departamento do Trabalho informou que o índice de preços ao produtor subiu 0,1% em agosto, quando se previa uma alta de 0,2%; o núcleo do índice caiu 0,4%, contra previsões de +0,2%. Já o Departamento do Comércio informou que o número de construções de residências caiu 6% em agosto, para a média anualizada de 1,665 milhão de unidades (a menor em três anos). Ações As ações da Yahoo caíram 11,21%, depois de a empresa alertar que seu lucro no terceiro trimestre será prejudicado por uma queda maior do que se previa na receita publicitária, especialmente em categorias importantes como o setor automotivo e o de serviços financeiros. Outras ações do setor de internet também caíram, como Google (-2,62%), EBay (-3,32%) e Amazon.com (-1,56%). No setor de biotecnologia, as ações da ImClone Systems recuaram 4,5%, após decisão desfavorável de um tribunal em uma disputa por patentes. Entre as fabricantes de semicondutores, as ações da Maxim Integrated Products, que fez alerta de queda nos lucros, cederam 4,9%. As ações da Herbalife subiram 10,6%, em reação a uma elevação de recomendação pela Morgan Stanley. Entre as componentes do Dow Jones, as ações da Disney tiveram ganho de 1,36%, em reação ao informe de que 125 mil filmes foram vendidos na primeira semana do acordo para a disponibilização das produções Disney nos equipamentos da Apple. No setor de mídia, as ações da Dow Jones caíram 3,2%, depois de a empresa fazer um alerta de queda nos lucros. Índices O índice Dow Jones fechou em queda de 14,09 pontos, ou 0,12%, em 11.540,91 pontos. A mínima foi em 11.481,12 pontos e a máxima em 11.559,57 pontos. O Nasdaq encerrou em baixa de 13,38 pontos, ou 0,60%, em 2.222,37 pontos, com mínima em 2.202,93 pontos e máxima em 2.239,86 pontos. O Standard & Poor's-500 caiu 2,87 pontos, ou 0,22%, em 1.318,31 pontos. O Nyse Composite, que reúne todas as ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), recuou 42,90 pontos, ou 0,51%, para 8.347,57 pontos. O volume negociado na Nyse alcançou 1,517 bilhão de ações, de 1,513 bilhão ontem; 1.422 ações subiram, 1.882 caíram e 153 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,110 bilhões de ações negociadas, de 1,974 bilhão ontem, com 1.150 ações fechando em alta e 1.843 em queda. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

19 de setembro de 2006 | 18h23

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.