Bolsa de Portugal opera em queda de 4,99%; Espanha recua 4,07%

Mercados têm queda em meio aos receios de que os problemas de dívida enfrentados pelo governo grego contagiem outros países endividados

Danielle Chaves, da Agência Estado,

27 de abril de 2010 | 08h32

As bolsas de Portugal e Espanha lideram as perdas entre os principais mercados de ações da Europa, em meio aos receios de que os problemas de dívida enfrentados pelo governo grego contagiem outros países endividados.

 

Às 12h35 (horário de Brasília), o índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, operava em queda de 4,99%, enquanto o Ibex-35 da Bolsa de Madri recuava 4,07%.

 

"Até mesmo o mais pessimista com relação a risco soberano entre nós com certeza esperava que o pedido de ajuda feito pela Grécia fosse mais bem recebido do que foi", disse Jim Reid, estrategista do Deutsche Bank, observando que Portugal, Irlanda e Espanha operam em forte queda.

 

"Como (esses países) responderão a uma solução para a Grécia é a chave. Se eles não conseguirem se estabilizar depois de um bem sucedido socorro grego, então os problemas que esperamos eventualmente ocorrerem serão acelerados", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

 

Texto atualizado às 12h40

Tudo o que sabemos sobre:
portugalespanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.